Viajar é uma das experiências mais marcantes e gratificantes que um ser humano pode ter. Cada vez mais, pessoas de todo o mundo adiam a compra de um carro novo e optam por fazer um intercâmbio cultural. Mas você sabia que é possível expandir, e muito, seus horizontes intelectuais e emocionais sem precisar de passaporte? Isso porque dentro do Brasil mesmo existe uma infinidade de culturas, sotaques e sabores prontos para serem descobertos pelo próximo turista aventureiro.

E para ajudar você a escolher seu próximo destino de viagem em terras tupiniquins, preparamos este material exclusivo com atrativos fora da curva! Veja o artigo e descubra porquê o Brasil contém um mundo dentro de si.

O que é intercâmbio e porquê você deve abraçar essa ideia

Embora existam diversas maneiras de conhecer novos lugares, o intercâmbio proporciona uma imersão única, profunda e real na cultura local, tornando o que poderia ser uma apenas mais uma viagem em uma experiência inesquecível.

O intercâmbio se diferencia do turismo em dois grandes aspectos: duração e propósito.

Enquanto o turismo tradicional dura alguns dias ou, com sorte, semanas, o intercâmbio, via de regra, costuma durar alguns meses. Esse tempo é necessário para que se possa ter uma percepção mais apurada da realidade cultural na qual se pretende mergulhar.

Outro aspecto fundamental que diferencia o intercâmbio do turismo tradicional é seu propósito: o turismo se volta para a visita a museus, praias e todo tipo de pontos turísticos. Já o intercâmbio, embora também inclua aspectos turísticos, tem por meta causar um impacto mais profundo nas pessoas que estão envolvidas.

Ao abraçar todas as possibilidades de um intercâmbio, você se abre às influências da cultura local em todas as suas formas: artística, gastronômica, histórica, social etc. E mais: uma vez contagiado pelas ricas experiências vividas, você retornará para sua terra natal com outra visão de mundo, disposto a mostrar para mais pessoas todas as coisas incríveis que viveu.

Intercâmbio cultural no Brasil

Aqui no Brasil, quando falamos em intercâmbio, normalmente nos vem à mente a ideia de morar algum tempo em outro país, como os Estados Unidos ou algum país da Europa. Embora esse tipo de intercâmbio possa, de fato, trazer experiências enriquecedoras, nem todos sabemos das possibilidades e potencialidades no seu próprio país.

Seja por razões financeiras, pela barreira do idioma ou por simples curiosidade, saiba então que é possível ter grandes aprendizados fazendo intercâmbio cultural aqui mesmo, sem sair do brasa.

Somos uma nação de extensões continentais, com seis diferentes climas, que vão desde a floresta tropical até o semiárido. Junte essa riqueza geográfica natural à influência cultural exercida por diversas comunidades de estrangeiros fundadas no Brasil ao longo dos nossos mais de quinhentos anos de história e você terá nas mãos um mundo inteiro.

Assim, você pode ir a São Paulo e jantar em um restaurante onde o cardápio está todo em mandarim. Ou pode ir ao Rio Grande do Sul e sentir na pele a influência da cultura e da culinária alemã. Ou ainda, quem sabe, visitar igrejas barrocas em Minas Gerais e se sentir em plena Renascença europeia.

Além disso, quem opta por viajar pelo Brasil tem muitas vantagens, como:

  • facilidade com o idioma;
  • preços mais acessíveis;
  • tempo de viagem reduzido;
  • ausência da necessidade de documentos específicos, como vistos e passaporte;
  • cobertura pelo plano de saúde que você já utiliza na sua cidade.

Como você pode ver, além de experimentar em primeira mão tradições culturais, sotaques e culinárias que muitas vezes só vemos na escola, viajar pelo Brasil também pode ser bastante cômodo e econômico.

Tipos de intercâmbios para fazer no Brasil

Agora que você já entendeu as vantagens de optar por viajar dentro do Brasil, é hora de conhecer alguns tipos de intercâmbio e de turismo não convencional para fazer em sua próxima viagem.

Intercâmbio universitário

Uma das formas de intercâmbio mais procuradas pelos jovens é o intercâmbio universitário. Essa modalidade consiste, grosso modo, de uma troca de estudantes entre instituições parceiras.

Aqui, o estudante realiza parte de sua formação em uma outra instituição que não aquela na qual está matriculado. Dessa forma, além da vivência de morar fora durante um ou mais semestres, o aluno intercambista tem também a oportunidade de trocar conhecimentos com professores e estudantes de outra universidade, enriquecendo o ensino tanto de sua instituição de origem como daquela que visitou.

Além das parcerias firmadas individualmente entre instituições, o Ministério da Educação (MEC) possui o Programa Nacional de Mobilidade Estudantil que, embora conecte universidades nacionais de ponta, recebe pouca divulgação no meio acadêmico e tem vagas sobrando.

Turismo social

Outra forma de conhecer o Brasil mais profundamente e voltar de sua viagem com outra visão de mundo é através do turismo social, que vem ganhando cada vez mais adeptos nos últimos anos.

O turismo social consiste em sair do lugar comum do turismo tradicional, que muitas vezes se limita a compras, passeios turísticos e fotografias em belas paisagens, e traz o turista para vivenciar a experiência compartilhada e transformadora junto a comunidade local. 

Seja se engajando em atividades humanitárias em uma favela, seja levando alimentos e educação a comunidades assoladas pela seca no interior do Nordeste, essa modalidade de turismo propõe abrir um espaço em sua próxima viagem para conhecer a realidade do ponto de vista do anfitrião. Assim, você cria um laço positivo de transformação social nos locais visitados.

Intercâmbio cultural

Com toda essa extensão, nada mais natural que encontrarmos diferentes influências culturais nas diferentes regiões do Brasil.

É possível, por exemplo, conhecer aldeias indígenas na Amazônia e passar algumas semanas experimentando um estilo de vida mais próximo daquele que os primeiros colonizadores encontraram por aqui.

Ou ainda mergulhar de cabeça na encantadora cultura do Pantanal, por exemplo, descobrindo toda sua riqueza através da culinária, música e festas típicas.

Então, que tal fazer sua próxima viagem dentro do Brasil? Seja um intercâmbio cultural ou acadêmico, certamente você nunca mais será o mesmo. E se você quer aprender mais sobre um turismo inovador, curta nossa página no Facebook.